Digite mais de 2 letras para pesquisar.
Institucional
Tamanho do Texto
A-
A+

Abuso Sexual: crianças geralmente são vítimas de membros da família

 Creas realiza campanha durante esta semana para incentivar a denúncia e a conscientização da população


É grande o número de crianças que sofrem abuso sexual e, na maioria dos casos os agressores são pessoas da própria família, já que a criança tem contato maior e confiança no indivíduo. “Nessas horas o apoio tanto para a família quanto para quem sofre o ataque é fundamental”, alerta a psicóloga do Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), Daniela Ribeiro, responsável pelo Serviço de Enfrentamento à Violência, Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.


O órgão da Prefeitura de Votuporanga desenvolve um trabalho especial com crianças e adolescentes vítimas de abuso e exploração sexual. Os casos são passados para a unidade geralmente por órgãos públicos, como por exemplo, delegacias e Conselho Tutelar e em algumas situações os envolvidos procuram a unidade espontaneamente. Tanto a família quanto a criança passam por um tratamento psicossocial com o objetivo de ressocialização.


A pergunta mais comum de muitos pais é como saber quando a criança está sendo vítima. Segundo a psicóloga, a melhor maneira de descobrir é observar as mudanças comportamentais apresentadas por elas. “O primeiro sinal é a mudança na escola, lugar em que passa boa parte do tempo, além do medo de ficar sozinha, conversar menos e não brincar da mesma maneira. A denúncia é fundamental e o único meio de ajudar a criança, livrando-a de futuros traumas maiores, tanto físicos quanto psicológicos”.


Para conscientizar a sociedade sobre o problema que atinge cada vez mais crianças e adolescentes, a Prefeitura de Votuporanga, por meio do Creas, unidade da Secretaria de Assistência Social, realiza a 7ª Semana de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes até o próximo sábado (18/5). A Semana conta com panfletagem e divulgação nas escolas municipais, particulares, faculdades, Centro Social e na Praça São Bento, durante a feira livre de quinta-feira. Na Praça Cívica também haverá programação especial, na manhã do sábado, das 9h às 12h, com atividades de lazer e orientações com profissionais.


A Semana de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi criada para elucidar o dia 18 de maio, que foi instituído pela Lei Federal Nº 9970 de 17 de maio de 2000, como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data foi escolhida para lembrar um crime bárbaro que chocou todo o país e ficou conhecido como o “Crime Araceli”, ocorrido em 1973, em Vitória-ES. Naquele ano, a menina Araceli Cabrera Crespo, de oito anos, foi espancada, violentada e assassinada.


O Creas está localizado na Rua Tocantins, 3702. Mais informações pelo telefone (17) 3423-3673.

Tamanho do Texto
A-
A+

Receba semanalmente as notícias desta seção.

Preencha corretamente suas informações! Os campos acima precisa de sua atenção.
Ops! O sistema não pôde atualizar o seu cadastro, por favor, tente novamente mais tarde.
Lamentamos não ter mais você com a gente! Se precisar pode voltar sempre.
Cadastro atualizado! Em breve você estará recebendo as newsletters selecionados.
OK
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Twitter
Facebook