Digite mais de 2 letras para pesquisar.
Secretaria da Cultura e Turismo
Tamanho do Texto
A-
A+

Cia. Aliteatro é atração confirmada no FLIV On-Line

Grupo, que levou muita alegria e atraiu centenas de crianças na 9ª edição do Festival Literário de Votuporanga, promete repetir o sucesso em duas apresentações

Toda a região Noroeste Paulista já se prepara para quatro dias de programação do Festival Literário de Votuporanga – FLIV, que comemora dez anos de história na edição que será promovida on-line entre os dias 10 e 13 de novembro. Depois de anunciar Pedro Bandeira como escritor homenageado, a organização confirma a volta da Cia. Aliteatro para um dos maiores eventos multiculturais do Estado.

O grupo, que além de ser o responsável pelo receptivo no FLIV de 2019 e de animar o público com divertidas apresentações, é formado por três artistas que promovem a arte da "palhaçaria". Com três anos de história, já lançaram dois espetáculos, que serão exibidos durante a programação do Festival Literário de Votuporanga.

O público poderá conferir as histórias "O Poderoso Palhaço" e "Os Outros Reservas". Por conta da pandemia, este ano o Festival terá transmissão ao vivo pelo canal do evento no Youtube. O novo formato levará a programação para todo o mundo, por meio da conexão com a internet.

A história do "O Poderoso Palhaço" é marcada por muita diversão e criatividade. Depois do "Mafioso Pápa" passar desta para melhor (ou não), seus três "figlios" descobrem, pelo testamento, que um deles será o novo líder, com a missão de continuar o legado da 'Famiglia". Assim, depois de uma incrível e divertida competição, onde a plateia será o Júri, Giuseppe, Luigi e Roberto mostrarão todas suas qualidades 'mafiosisticas" para conquistar o tão sonhado "Paletó".

Já em "Os Outros Reservas" mais um toque de comédia. Durante o FLIV, a plateia virtual conhecerá os palhaços jogadores mais talentosos de todos os tempos, porém não compreendidos pela humanidade. Em uma odisseia de divertidos minutos, eles mostrarão que, além de exímios jogadores, também são engenheiros, lutadores, rock star, gamers e peritos em ressurreição. "Os Outros Reservas" traz também outra visão sobre a imagem dos jogadores e mostra o lado avesso do "show do futebol".

"A programação, que atende ao novo formato do Festival, reunirá atrações para a família toda. E, neste ano, todo mundo poderá conferir de onde ela desejar e levar a programação para outras regiões do nosso País", destacou Silvia Stipp, secretária de Cultura e Turismo de Votuporanga.

A 10ª edição do Festival Literário de Votuporanga é uma realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura e Economia Criativa, e Prefeitura de Votuporanga. Tem o patrocínio da Facchini e co-patrocínio da Unifev. Conta com a colaboração do SisEB, SP Leituras, Pontos MIS, Poiesis, Museu Casa das Rosas, Amigos da Arte e IFSP Votuporanga. A promoção é da TV TEM. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga.


Relação forte com o FLIV

Em 2019, um temporal marcou a história do Festival Literário de Votuporanga. Os palhaços da Cia. Aliteatro acompanharam tudo de perto e tiveram um papel fundamental para tranquilizar e proteger as crianças, que participavam de uma das atrações do evento. Eles e outros heróis dessa história foram reconhecidos pela organização do Festival, que prestou uma homenagem a dezenas de profissionais que estiveram envolvidos nesse acolhimento.

Essa história foi transformada em um novo espetáculo pelo ator Robertt Morreto, um dos palhaços do trio. "O Perico", que estreiou nesta quarta-feira (2/12), em Presidente Prudente, apresenta a saga do palhaço Perico, que demonstra as mais incríveis e surreais técnicas bombeirísticas, desde a extinção de incêndio, remendos de machucados, manobras de ressuscitação, até as mais altas técnicas de pajelança e salvamento de animais.

Morreto teve o despertar de sua primeira produção solo depois de vivenciar a tempestade que causou o desabamento de um galpão e parcialmente de outro do FLIV.  "Não que eu fale da tragédia, mas o espetáculo traz uma inquietação que esse fato trouxe para a minha vida, unindo duas profissões que fazem parte da minha vida: o palhaço e o bombeiro", destacou. O artista ajudou a coordenar a transferência de cerca de 560 crianças, professores e funcionários, para um local seguro, além de contribuir para deixar todos mais tranquilos.

Tamanho do Texto
A-
A+

Receba semanalmente as notícias desta seção.

Preencha corretamente suas informações! Os campos acima precisa de sua atenção.
Ops! O sistema não pôde atualizar o seu cadastro, por favor, tente novamente mais tarde.
Lamentamos não ter mais você com a gente! Se precisar pode voltar sempre.
Cadastro atualizado! Em breve você estará recebendo as newsletters selecionados.
OK
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Twitter
Facebook